Nego do Borel é alvo de operação policial

Nego do Borel é alvo de operação policial

O montante de R$ 470 mil em espécie foi apreendido pelos agentes em um cofre na mansão do cantor

Nego do Borel sofreu mandado de busca e apreensão pela Polícia Civil de São Paulo, nesta quinta-feira (28). A operação executou uma das ordens no endereço onde o funkeiro estava, no estado paulista, e, com apoio de agentes fluminenses, cumpriu a outra na casa do artista no bairro Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. As informações são do portal G1.

O montante de R$ 470 mil em espécie foi apreendido pelos agentes em um cofre na mansão de Nego do Borel. O passaporte dele foi retido também na residência do carioca. Na operação, ainda foram confiscados telefones e um computador nos endereços visitados pelos policiais. O artista ainda não se manifestou sobre o caso.

A operação está relacionada ao boletim de ocorrência que a ex-noiva do cantor, a digital influencer Duda Reis, registrou na 1ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), em São Paulo.

Agentes da Polícia Civil contam cédulas encontradas em cofre na residência de Nego do Borel no Rio de Janeiro
Legenda: Agentes da Polícia Civil contam cédulas encontradas em cofre na residência de Nego do Borel no Rio de Janeiro. Foto: reprodução/TV Globo

O caso de Nego do Borel

Em um dos depoimentos, a jovem contou aos agentes que encontrou um fuzil e R$ 2 milhões em espécie na casa do cantor. Motivada pela denúncia, a Polícia Civil do Rio de Janeiro realizou uma operação e apreendeu um simulacro de fuzil na residência do artista. A arma seria usada para a prática de paintball e foi encaminhada para exame pericial.

Duda Reis, em entrevista ao Fantástico, revelou que, durante o relacionamento com Nego do Borel, era agredida fisicamente e sofria violência psicológica e sexual. Ele nega as acusações e abriu um boletim de ocorrência contra a ex-noiva por injúria, calúnia e difamação.

Do Belmonte Diário com informações do Diário do Nordeste