Sem citar padre Robson e ação do MP, Afipe divulga nota dizendo que ‘trabalho não parou e não vai parar’

Sem citar padre Robson e ação do MP, Afipe divulga nota dizendo que 'trabalho não parou e não vai parar'

Em extenso comunicado, entidade diz que mantém ‘missão evangelizadora’, mas não menciona seu fundador. Afipe é alvo de desvios de dinheiro doado por fiéis na ordem de R$ 120 milhões.

Alvo de ação do Ministério Público por suspeita de desvios, a Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe), criada pelo padre Robson – também investigado – divulgou nota de esclarecimento na manhã desta terça-feira (8) afirmando que, na entidade, o “trabalho não parou e não vai parar”.

O extenso comunicado (leia a íntegra ao final do texto), porém, não cita em nenhum momento a Operação Vendilhões, deflagrada em 21 de agosto, que apura desvios de doações de fiéis na ordem de R$ 120 milhões, tampouco o padre Robson. Presidente afastado da entidade, o pároco sempre negou qualquer irregularidade.

O G1 contatou a assessoria de imprensa do padre Robson por mensagem de texto, às 10h44 desta terça-feira, e aguarda retorno,

A nota diz que “o maior objetivo da Associação Filhos do Pai Eterno é a evangelização” e cita alguns meios de como essa “missão” é realizada, tais como o trabalho de seus colaboradores, dos operários e materiais usados na construção da nova Basílica de Trindade (que deve custar R$ 1,4 bilhão) e da Romaria do Divino Pai Eterno.

O texto também afirma que essas ações “são concretizadas em cada fiel devoto que é associado, associada à Afipe e nos ajuda a manter esta missão viva” – embora não cite as doações feitas por eles -, agradece que “segue lutando” com ela e que seguirá “firme nesta missão”.

Fazendas e casa na praia
Embora o padre negue as acusações, o MP constatou que boa parte do dinheiro da Afipe era investido em outras frentes desconectadas da religião, como a aquisição de imóveis, incluindo uma casa de praia no valor de R$ 3 milhões, em Guarajuba (BA).

Outra destinação dos recurso foi a aquisição, conforme o MP, de mais de 50 fazendas. Uma delas, localizada em Caiapônia, no sudoeste de Goiás, é avaliada em mais de R$ 90 milhões.

Como presidente da Afipe, cabia ao padre administrar um orçamento mensal aproximado de R$ 20 milhões. A investigação apontou que, nos últimos nove anos, a entidade movimentou R$ 2,2 bilhões.

Nota de esclarecimento da Afipe:
O maior objetivo da Associação Filhos do Pai Eterno é a evangelização

As ações são concretizadas em cada fiel devoto associado, associada, que ajuda a manter viva esta missão

O maior objetivo da Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe) é a evangelização. Atualmente, ela acontece, principalmente, pelos meios de comunicação, com a TV Pai Eterno, portal Pai Eterno, aplicativo Pai Eterno, redes sociais, RedeVida de Televisão e também pelo rádio. Através dessas ferramentas, a mensagem de amor do Pai Eterno e os ensinamentos deixados por Jesus são anunciados de forma clara, de um jeito leve que envolve toda a família em uma comunhão de fé e amor.

Mas, a missão evangelizadora da Afipe vai muito além de anunciar essa mensagem por esses meios. Constantemente, os ensinamentos de Jesus são colocados em prática por meio de ações que expressam a força da nossa devoção ao Pai Eterno.

•Essas ações são concretizadas em cada colaborador que, diariamente, deixa sua casa e vem trabalhar com dedicação para atender, com amor, todas as demandas que chegam e fazer com que você, devoto, se sinta amado e acolhido nesta família da qual escolheu fazer parte;

•Essas ações são concretizadas em cada criança, adolescente, jovem, adulto e idoso que, por meio das obras sociais, apoiadas pela Afipe, recebe o suporte necessário para ter uma vida mais digna;

•Essas ações são concretizadas em cada cidade que já recebeu a Visita da Imagem Peregrina do Divino Pai Eterno, reunindo milhares de corações para acolher com carinho a chegada deste Ícone Sagrado, com a mais pura expressão do amor de Deus, nas mais diversas regiões do País;

•Essas ações são concretizadas em cada Romaria de Trindade, quando a Capital da Fé de Goiás, acolhe romeiros, vindos de todas as partes do Brasil e do mundo, que, motivados pela fé, querem louvar e bendizer ao Pai Eterno pelas inúmeras graças alcançadas. E ainda, eles vêm em busca da paz emanada deste lugar tão especial onde, há 180 anos, nasceu esta linda devoção que, com simplicidade e muito amor, conquistou fiéis por todos os lugares;

•Essas ações são concretizadas em cada operário, cada tijolo e saco de cimento, cada material e maquinário utilizados para a edificação do Novo Santuário que será dedicado ao Divino Pai Eterno, em Trindade;

Por fim, podemos dizer que essas ações são concretizadas em cada fiel devoto que é associado, associada à Afipe e nos ajuda a manter esta missão viva e presente em tantos lugares e projetos dos quais participamos ou fizemos parte em algum momento de nossa trajetória.

Esse é um pequeno resumo de todas as nossas atribuições diárias. Muitas vidas dependem de nós, tanto os próprios colaboradores, quanto as pessoas que contam com o nosso auxílio para seguir em frente com as suas vidas e os seus projetos. Portanto, o nosso trabalho não parou e não vai parar.

Com muita fé no Pai Eterno, seguimos e continuaremos seguindo firmes nesta missão. Nosso muito obrigado a você que segue lutando conosco. Que o Pai Eterno seja a luz e o guia para os dias que virão. Sejamos gratos por tudo e sigamos em frente seguindo os exemplos de Jesus, nosso Senhor e Redentor, disseminando o amor e a Boa Nova do Evangelho; tocando os corações sedentos de Deus; e acolhendo os nossos irmãos mais necessitados para que nós também sejamos luz de Cristo em suas vidas.

Assessoria de Imprensa

Associação Filhos do Pai Eterno – AFIPE

5 pontos para entender as investigações sobre o Padre Robson
5 pontos para entender as investigações sobre o Padre Robson

PADRE ROBSON E AFIPE
MP-GO deflagra operação Vendilhões, que apura desvios de verba e lavagem de dinheiro na Afipe

MP investiga se Afipe desviou R$ 120 mi de doações de fiéis para comprar fazendas, casa de praia e bens de luxo

Fundador da Afipe, padre Robson se afasta de associação para colaborar com investigações

Padre Robson admite pagamentos de extorsão com dinheiro da Afipe e sem aval da polícia

Investigado por lavagem de dinheiro, padre Robson fala ao Fantástico: ‘Não existe atividade criminosa’

Padre Robson e Afipe usavam ‘laranjas’ e empresas de fachada para desvio de verba e lavagem de dinheiro, diz MP

Processo que originou ação na Afipe cita extorsões milionárias contra padre Robson e ameaça de revelar suposto caso amoroso

Hacker que extorquiu pároco tinha um romance com ele e ameaçava expor casos. relata decisão da Justiça

Vaticano sabia das denúncias contra padre Robson e aguardava investigação para se posicionar, diz delegado

Em um ano, Afipe repassou R$ 92 milhões a uma única empresa, diz MP

Padre Robson gerenciava mais de R$ 20 milhões por mês de doações e comandava uma das maiores romarias do país

Fonte: G1 notícias